08h00

No JOB: Enfermagem

Segundo a Organização Mundial de Saúde – OMS, o mundo precisa de mais 9 milhões de enfermeiras(os) e parteiras para atingir a meta de cobertura universal de saúde até 2030. O ano de 2020. celebram em 2020 o ano internacional de profissionais de enfermagem e obstetrícia.

Compartilhe
Tamanho do Texto
No JOB: Enfermagem

Segundo a Organização Mundial de Saúde – OMS, o mundo precisa de mais 9 milhões de enfermeiras(os) e parteiras para atingir a meta de cobertura universal de saúde até 2030. O ano de 2020. celebram em 2020 o ano internacional de profissionais de enfermagem e obstetrícia. Designado pela Assembleia Mundial da Saúde de 2019, o marco comemorativo tem o objetivo de reconhecer o trabalho feito por enfermeiras, enfermeiros e parteiras em todo o mundo, bem como de defender mais investimentos para esses profissionais e melhorar suas condições de trabalho, educação e desenvolvimento profissional.

Ainda de acordo com a OMS, as enfermeiras desempenham um papel vital na prestação de serviços essenciais de saúde em todos os níveis de atenção e são cruciais para promover a saúde e prevenir doenças A Enfermagem é uma das carreiras fundamentais para o desenvolvimento da saúde, pois encontra-se presente diuturnamente nos serviços de saúde, protagonizando o processo de cuidado dos indivíduos. Compondo a equipe multiprofissional, composta por outros profissionais de saúde tão fundamentais quanto ela.

Quando o assunto é a saúde das pessoas, as enfermeiras são peças-chave. Geralmente, elas são o primeiro contato com o(a) usuário(a) da saúde, seja nas unidades básicas de saúde, clínicas ou hospitais. Com isso, a enfermeira tem sua atuação pautada na humanização para entender e os comportamentos e problemas voltados à assistência à saúde individual e coletiva, apresentados pelas pessoas e sociedade.

Por dentro da Enfermagem

O papel da profissional de Enfermagem é atuar na cuidado e condução dos processos assistenciais em todos os níveis de atenção à saúde da população, sendo, portanto, o principal elo de ligação e liderança entre a equipe de saúde e a comunidade. Assim, a enfermeira, em conjunto com outros profissionais da saúde, busca promover o bem-estar biopsicossocial do ser humano.

Desse modo, seu trabalho faz toda a diferença para a sociedade, pois colabora com a educação das pessoas no que tange a prevenção de doenças e agravos à saúde ou no processo de ação para enfrentamento delas/es. Nesse sentido, age diretamente como promotores do bem-estar da população.

Em seu dia a dia, pode não haver espaço para uma rotina absoluta e fixa, como por exemplo, quando sua atuação acontece em instituições hospitalares, já que nesse espaço faz parte de suas atribuições o estreito acompanhamento evolutivo dos pacientes nas 24h por dia, o que inclui supervisão da equipe de enfermagem, prestar assistência direta ao paciente, apoio e orientação aos familiares. Para além disso, a enfermeira lidera diferentes processos organizacionais e gerenciais nesse ambiente englobando as ações de capacitação da equipe.

No mercado de trabalho, a atuação das enfermeiras é vasta e repleta de oportunidades. Ao graduar-se, a profissional pode trabalhar no âmbito da saúde pública ou privada, em hospitais, centros de atendimento, clínicas, laboratórios, instituições de ensino, centros de pesquisa, instituições esportivas, casas de repouso, entre outros setores. 

A importância dos enfermeiros no contexto da pandemia

No atual contexto da pandemia do novo coronavírus, a atuação das profissionais de Enfermagem se tornou ainda mais importante. Responsáveis por todos os parâmetros e cuidados com os pacientes acometidos pela Covid-19, sua participação destaca-se ainda nas ações de prevenção da doença, sendo agente indispensável para a saúde pública.

Atuando também na linha de frente das enfermarias e unidades de terapia intensiva especializadas no tratamento da Covid-19, as Enfermeiras tem superado a exaustão para enfrentar a doença, tendo que lidar com o medo e a insegurança de um vírus ainda pouco conhecido.

Seu olhar diferenciado em relação à saúde também tem impacto direto na recuperação e na qualidade de vida dos pacientes, agindo como catalisadores de conforto, compreensão e bem-estar quando o assunto é reduzir a ansiedade e a intensidade de dores dos doentes. 

Dessa forma, a profissão recebe cada vez mais destaque na sociedade e assume um papel decisivo em momentos como o que vivemos atualmente. Enfrentando os obstáculos para auxiliar no controle de pandemias e no cuidado da população, seu papel é muito abrangente e vai desde a disseminação das melhores práticas de saúde e higiene até a dedicação e cuidado com o bem-estar pessoal de cada pessoa.

Áreas de atuação

Como a enfermagem é totalmente voltada para a promoção da saúde, qualidade de vida e o enfrentamento das doenças e agravos, a profissional possui um campo de atuação enorme, com perspectivas de crescimento em grandes frentes de trabalho.

Por isso, quem pensa que as enfermeiras só podem atuar em hospitais e centros de saúde está muito enganada (o). A profissão possui um mercado de trabalho muito vasto, trazendo chances de colocar seus conhecimentos em prática em laboratórios, clínicas, casas de repouso, clínicas de fertilidade, bancos de sangue, indústria de medicamentos, centros educacionais, instituições do terceiro setor, universidades, entre outros.

Além disso, os profissionais também podem atuar em setores menos óbvios e pouco conhecidos até mesmo por colegas de sua própria área, entre eles:

  • Enfermagem offshore: prestação da assistência para a área de exploração e produção de petróleo e gás natural em alto mar.
  • Enfermagem forenseuma especialização que permite a atuação da enfermeira frente a casos de violência física, sexual ou psicológica, em vítimas sobreviventes ou não.
  • Enfermagem de resgate aeromédico: atuação em atendimento pré-hospitalar e resgate às vítimas em estado grave ou não, relacionada direta ou indiretamente às atividades desempenhadas no ambiente aéreo.
  • Pesquisa clínica: atuante em investigação científica, agindo em prol da segurança e da eficácia de fármacos, medicamentos, vacinas, equipamentos, procedimento.

Para se tornar uma enfermeira, é preciso concluir a graduação em Enfermagem, que possui duração média de 5 anos, e obter o registro no Conselho Regional de Enfermagem (Coren).

Enfermagem na UJ

Na Unijorge, a(o) discente do Curso de Graduação em Enfermagem é preparada(o) para desenvolver habilidades e competências parasse tornar um profissional crítico, reflexivo, consciente do seu papel social e apto a prestar assistência com qualidade técnica e rigor científico

Com metodologias de ensino voltadas para estimular a capacidade de raciocínio, buscar conhecimento e investir na resolução de problemas, o curso visa desenvolver habilidades e competências técnicas/científicas, tornando versátil a enfermeira formada pela Unijorge, com princípios éticos e pronta para atuar de maneira humanística, crítica e reflexiva perante os desafios da sociedade.

Gestão, liderança, assistência, Humanização e a segurança do paciente são aspectos essenciais na formação do enfermeiro formado pela Unijorge.

Quer saber mais sobre a carreira de Enfermagem? Então, leia o nosso e-book “Enfermagem – A importância da profissão no futuro da saúde” e fique por dentro dos detalhes da área.

Clique aqui e saiba mais.

Tenha mais experiências na Unijorge
Quer mais informações?
Espaço do Colaborador:
2007 - 2022. Unijorge - CNPJ: 01.120.386/0001-38. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital